Prefácio:

1) Faltam 9:31 para acabar o quarto período do jogo.

2) Acontece uma reposição da bola pela equipe branca com 10 segundos para arremessar.

3) A próxima posse de bola alternada será para equipe branca.

 

 

O que aconteceu:

O jogador atacante, número 7 da equipe com camisa branca, faz uma tentativa de arremesso de 2 pontos quando o jogador defensor, número 2 da equipe com camisa vermelha, intercepta a bola até pará-la na tabela.

O Árbitro Seguidor apita parando o cronometro, e o Árbitro Central valida uma cesta de 2 pontos para equipe branca.

Não convencidos da própria decisão os 2 Árbitros (Seguidor e Central) se reúnem dentre da área restritiva para uma conversa entre eles, a qual junta-se também o Árbitro Líder.

No final da conversa o Árbitro Líder vai para Mesa de controle para esclarecer o acontecido para os Oficiais de Mesa e para os Técnicos.

Finalmente o jogo reinicia com uma reposição da bola pela equipe branca na linha de fundo de ataque, com um tempo de 14 segundos no aparelho de 14/24 segundos.

Resumo:

O jogo foi interrompido por um apito de um dos Árbitros e, em seguida, foi reiniciado sem aplicação de qualquer sansão.

Considerações:

Pelo que vimos devemos entender que os Árbitros consideraram que o apito determinou uma bola morta, no momento em que, devido ao arremesso do jogador número 7 branco, nenhuma equipe tinha a posse da bola (LDR Art. 2.3), e consequentemente aplicaram a regra da posse alternada (LDR Art. 12.5.4).

  • O tempo em que o jogo ficou parado foi enorme!!!;
  • A intervenção defensiva do jogador número 2 vermelho foi legal (a bola não estava com possibilidade de entrar na cesta – LDR Art. 31.1.1);
  • O jogador número 2 vermelho não estava na posse da bola (LDR Art. 14.1.1) porque apenas a bateu na tabela, e só depois do apito pegou a bola nas mãos.
  • O Operador do aparelho de 14/24 segundo executou corretamente seu trabalho, parando, sem reposicionar para 24″, o aparelho (aos 4 segundos), aguardando informações e indicações dos Árbitros para o reinicio do jogo.
  • O Árbitro Seguidor, por meio do “body language” mostra sua incerteza, marcada pela ausência do sinal da violação da interferência;
  • O Árbitro Central no momento da intervenção defensiva sobre a bola, antes sinaliza um “ok” com polegar (como para confirmar uma intervenção legal…) em seguida, rapidamente, mudado em outro sinal com 2 dedos (validação da cesta…), após o apito do colega;
  • O Árbitro Líder deixa os colegas falarem e depois vai para a Mesa de controle e os bancos, para explicar a situação. A explicação é aceita pelos Técnicos e o Árbitro indica que o jogo será reiniciado com uma reposição da bola para a equipe branca na quadra de ataque, mas sem mostrar o sinal de bola ao ar, e, consequente, a determinação da posse alternada conforme da seta.

Conclusões:

O jogo reinicia com posse de bola para equipe branca, reposição na linha de fundo de ataque e 14 segundos no placar do aparelho 14/24 segundos: ou seja, com a única solução não estabelecida nas regras do jogo!!!!

Comentário final:

  • Certamente podemos confirmar que não foi sancionada nenhuma violação de interferência (no caso o jogo seria reiniciado com uma reposição da bola pela equipe vermelha da linha de fundo de defesa);
  • Da forma que o jogo foi retomado é claro que o apito foi considerado “involuntário”, que nenhuma ilegalidade foi cometida pelas equipes, e que nenhum ponto foi atribuído.
  • Para determinar corretamente quem estava com direito a posse da bola é essencial estabelecer onde efetivamente estava a bola quando o Árbitro apitou:
  1. Bola tocada pelo jogador defensor, número 2 vermelho, sem adquirir o posse dela: nesse caso o jogo teria que ser reiniciado com uma bola ao ar. A seta da posse alternada estava direcionada para a equipe branca, por que esta última equipe estava com direito para reposicionar a bola na linha de fundo de ataque e com um tempo de 4 segundos no placar do aparelho 14/24 segundos, e não com 14 segundos assim como acontecido!!!
  2. Bola de posse do jogador número 2 vermelho: nesse caso a reposição deveria ser pela equipe vermelha, na linha de fundo de defesa e com um tempo de 24 segundos no placar do aparelho de 14/24 segundos.

 

Ainda uma vez lembro para todos que o objetivo dos vídeos (questionários educacionais) é o de treinar e melhorar os Oficiais de Arbitragem, permitindo assistir a filmagem de situações de jogo, a fim de analisar e estudar os acontecidos dentro das Regras e das normas (FIBA e CBB) estabelecidas pelas atuações das Equipes de Arbitragem.

Obrigado pela atenção, e até o próximo vídeo.

Antonio Bozza (Instrutor de Arbitragem).